Grandes felinos Lince-ibérico (Lynx pardinus)

Lince-ibérico (Lynx pardinus)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Mammalia
Subclasse: Eutheria
Ordem: Carnivora
Subordem: Feliformia
Família: Felidae
Género: Lynx
Espécie: L. pardinus

Outros nomes:
Cerval
Liberne
Lobo-cerval
Lobo-rabo
Gato-cerval
Gato-cravo
Gato-lince
Iberian lynx (Inglês)
Pardel Lynx (Inglês)
Spanish Lynx (Inglês)
Lynx d'Espagne (Francês)
Lynx ibérique (Francês)
Lynx pardelle (Francês)
Lince Ibérico (Castelhano)

Distribuição:
Esta espécie só se encontra na Península Ibérica; Portugal e Espanha.

A sua distribuição geográfica faz-se por pequenos grupos a viver eventualmente, no Algarve, Vale do Guadiana, Serra de São Mamede, Vale do Sado e Serra da Malcata.

O Centro Nacional de Reprodução de Lince-ibérico (CNRLI), é a última esperança de no futuro voltarem a ser vistos animais destes a vaguear livremente em Portugal. Para já o sucesso da reprodução parece estar garantido, pelo excelente trabalho alí realizado, mas falta fazer uma importante parte do trabalho, que é envolver as populações na sua protecção antes de libertar os primeiros animais nascidos em cativeiro e garantir uma população grande e saudável de coelhos-bravos para que os animais possam ter alimento em quantidade e qualidade para a sua sobrevivência.

Perigo iminente:
O lince-ibérico é o carnívoro mais ameaçado da Europa eo felídeo mais ameaçado do mundo.

Causas:
O homem foi o principal responsável por este quase desaparecimento, devido à caça que lhe deu durante o último século.

O desaparecimento do habitat natural destes animais também foi acontecendo, não tendo sido, ao longo dos anos, minimamente salvaguardado pelas autoridades responsáveis.

Por último, a doença hemorragica viral, que dizimou as grandes populações de coelhos-bravos, que eram o principal alimento destes animais, acabou definitivamente por criar o vazio em que agora se encontra.

O facto de os poucos animais existentes, a haverem, estarem dispersos por um longo território, leva a que não haja reprodução, e que o fim destes felídeos esteja próximo em território português.

Estatuto de conservação:
Criticamente em Perigo (IUCN 2008)


Notícias
Portugal
Foram muitos anos e muitas pessoas envolvidas dos dois lados da fronteira para que o lince-ibérico pudesse ter futuro. No período de duas semanas, as notícias que todos esperavam há anos surgiram, primeiro Jacarandá depois Lagunilla, duas das fêmeas libertadas em Portugal, tinham tido as suas primeiras crias, e havia pequenos linces para demonstrar que todo o investimento pessoal dos muitos envolvidos neste processo tinha valido a pena.
Um ano de linces-ibericos de volta à liberdade
Portugal
O programa de reintrodução do Lince-Ibérico em território nacional fez um ano. Entre a incerteza e o sucesso, muito tem sido feito para que este pequeno felino volte a prosperar no seu habitat natural.
Lince-Ibérico deixa de estar «criticamente ameaçado» e passa a «ameaçado» segundo a I.U.C.N.
Portugal e Espanha
Foram muitos anos de trabalho dos dois lados da fronteira, muita troca de informação, muitas horas de trabalho de todos os envolvidos, muitas expectativas, muito suor aqui e ali salpicado de lágrimas mas, com todos estes muitos, foi possível salvar o felino mais ameaçado do planeta.

Publicidade


Galeria fotográfica

Publicidade

Quer vender o seu armazém em Sintra?

Sem exclusividade!

Sem complicações!

Tel. 935 998 614

frederico.madeira@espacoadois.pt

Contacte-nos sem compromisso!


Classificados
SAO PAULO, Brasil
Canil menorah buldog frances m
Aracaju- SE, BRASIL
Veterinário 24Horas Aracaju


Publicidade


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy