Animais selvagens Rinoceronte-negro (Diceros bicornis)

Rinoceronte-negro (Diceros bicornis)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Rhinocerotidae
Género: Diceros
Espécie: D. bicornis

Outros nomes:
Black Rhinoceros (Inglês)
Hook-lipped Rhinoceros (Inglês)
Rhinocéros Noir (Francês)
Rinoceronte Negro (Castelhano)

Distribuição:
Esta espécie apenas se encontra já em pequenos territórios protegidos, muito dispersos, pelo Sul continente africano, nomeadamente na Zâmbia, Zimbawe, Botswana, Namíbia, Quénia e África do Sul.

Diferenças:
O rinoceronte-negro não é muito diferente do branco, é apenas ligeiramente mais pequeno e a sua boca apresenta um formato distinto. Quanto à cor, e apesar do nome, é muito semelhante, não sendo por aí que se encontram diferenças significativas.

Protegido:
Caçado durante centenas de anos, quase até à extinção, por causa dos seus dois chifres, aos quais eram atribuídas propriedades medicinais, existem hoje apenas cerca de 3000 indivíduos a viver em liberdade. No entanto, em meados dos anos 90 só estavam registados e monitorizados pouco mais de 2100, mas a partir dessa altura um projecto para protecção desta espécie, apoiado por várias instituições a nível mundial, inverteu felizmente essa tendência para os números mais confortáveis que hoje conhecemos, e pode ter sido, assim, evitado o desaparecimento definitivo desta espécie.

Gestação:
O tempo de gestação dos rinocerontes é de aproximadamente 480 dias. O facto de este ser elevado, tem sido um dos motivos que dificulta a sua reprodução e que não permite ainda uma maior garantia de sobrevivência desta espécie. Normalmente, nasce apenas uma cria, que é amamentada pela mãe até aos dois anos.

Alimentação:
O rinoceronte é um herbívoro habituado a uma alimentação diversificada, que se adapta bem a diferentes tipos de plantas, já que ao longo do ano o tipo de vegetação disponível vai variando. Necessita muitas vezes de percorrer distâncias consideráveis, até encontrar pasto suficiente para a sua sobrevivência, e água para os seus banhos, necessários para hidratar a pele e para se livrar da nuvem de insectos que o acompanha.

Visão:
O rinoceronte vê muito mal, mas tem um excelente olfacto e também uma aparelho auditivo prodigioso. Quanto se sente ameaçado, sobretudo o rinoceronte-negro, investe de forma implacável sobre tudo o que mexe, apesar de nem sempre saber sobre o que está a investir. A procura de alimento é feita a partir dos cheiros que aprende a reconhecer, durante o tempo em que é apenas amamentado pela mãe. Quando adulto, sabe perfeitamente distinguir os cheiros característicos dos alimentos que mais lhe agradam.

Tamanho, peso e longevidade:
Um rinoceronte-negro pode ter em média 1,60 m de altura, 3,80 m de comprimento e pesar mais de 3000 kg. A sua esperança de vida ronda os 30 a 35 anos em liberdade, podendo em cativeiro durar alguns, mas poucos, anos mais.

Estatuto de conservação:
Criticamente em Perigo (IUCN 2012)


Notícias
Rinocerontes voadores
África do Sul
As autoridades sul-africanas e a WWF (World Wildlife Fund) necessitaram de transferir um grande grupo de rinocerontes-negros entre as províncias do Cabo Oriental e do Limpopo, para incentivar o crescimento da população destes animais, que se encontram em risco de extinção.

Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, São Paulo
Canil Menorah lindos filhotes
Carnaxide, Portugal
Cão encotrado em Carnaxide
São Paulo, Brasil
Pugs.com.br


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy