Animais selvagens Sacarrabos (Herpestes ichneumon)

Sacarrabos (Herpestes ichneumon)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Carnívora
Família: Herpestidae
Género: Herpestes
Espécie: H. ichneumon

Outros nomes:
Escalavardo
Mangusto
Rato-de-faraó
Manguço
Icneumôme
Egyptian mongoose (Inglês)
Rat des pharaons (Francês)
Mangouste d'Égypte (Francês)
Mangouste ichneumon (Francês)
Meloncillo (Castelhano)
Mangosta común (Castelhano)

Distribuição:
Esta espécie de mamífero carnívoro parece ter tido origem nas estepes africanas e está, por este motivo, bastante disseminada por quase todo o continente. Pode ser ainda encontrada em parte do território asiático e também no Sul da Europa, principalmente na Península Ibérica, onde se tem expandido para Norte. Embora no território espanhol a progressão tenha vindo a ser mais lenta, talvez devido à massificação da produção agrícola, em Portugal podem já encontrar-se sacarrabos, com alguma frequência, na zona das Beiras, o que pode estar relacionado com o facto da zona florestal ter aumentado significativamente, com o abandono de terrenos agrícolas, mas também por os seus principais predadores, os linces, terem praticamente deixado de ser encontrados. Neste momento, o grande predador desta espécie é, directa ou indirectamente, o Homem, já que muitos destes animais são atropelados ou envenenados, para além dos que são caçados, legal e ilegalmente.
Pensa-se que terá sido introduzido na Península Ibérica pelos árabes, que ocuparam o território a partir do Século VIII. Foi também introduzido em Madagáscar, onde é apontado como factor de desequilíbrio de uma fauna com um equilíbrio ecológico delicado.

Estado de conservação:
Esta espécie não corre qualquer risco neste momento.

Alimentação:
Os sacarrabos alimentam-se principalmente de pequenos roedores, aves, coelhos, lebres, répteis, anfíbios, ovos e ocasionalmente de alguns vegetais. São conhecidos pela sua perícia em capturar cobras em segurança, utilizando para isso uma série de manobras de evasão, para não serem mordidos, o que em muitos casos poria a sua vida em risco.
Tendem a ser animais solitários, mas por vezes também são observados em pequenos grupos, com quatro ou cinco indivíduos, o que lhes permite utilizar algumas técnicas de caça colectiva, não permitindo que as presas lhes escapem.

Características físicas:
Um adulto desta espécie tem um comprimento de cerca de 90 centímetros, mede cerca de 20 centímetros de altura e pode pesar até seis quilos. Os machos são mais corpulentos e também mais pesados que as fêmeas.
Tem uma pelagem de cor cinzento-acastanhada, o que lhe proporciona uma óptima camuflagem em terreno aberto, ou com vegetação rasteira. O seu focinho é bastante pontiagudo, o que lhe permite uma boa penetração em vegetação densa, quando se sente em perigo.

Reprodução:
O período de acasalamento ocorre na Primavera, nascendo as crias no início do Verão. O tempo de gestação é de pouco mais de 80 dias, findo o qual nascem até quatro crias.
Uma das características desta espécie é a forma como mãe e filhos se movimentam. As mães viajam na frente à procura de caminho seguro, enquanto as crias seguem em fila, com as cabeças encostadas à ponta da cauda do animal da frente, daí serem chamados sacarrabos.

As crias vivem com as progenitoras até nascer a ninhada seguinte, altura em que normalmente se tornam independentes ou formam os seus próprios grupos.
A maturidade sexual, no entanto, só é atingida por volta dos dois anos de idade.

Estatuto de conservação:
Pouco Preocupante (IUCN 2008)


Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, São Paulo
Canil Menorah lindos filhotes
Carnaxide, Portugal
Cão encotrado em Carnaxide
São Paulo, Brasil
Pugs.com.br


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy