Moçambique

Caça clandestina delapida elefantes


2013-04-14

Os elefantes de Moçambique estão a sofrer um verdadeiro massacre provocado por caçadores clandestinos, hipotecando uma das mais promissoras fontes de receita do país. Esta questão põe em risco também a vida dos próprios guardas das zonas protegidas, ao persistirem em levar a efeito o seu trabalho, na salvaguarda dos animais que existem no território, e que poderiam tornar o país um destino de sonho para todos os que querem ver estes animais no seu ambiente natural.

A WWF lançou na passada semana um alerta sobre o que se está a passar e espera que o futuro traga mais protecção às espécies mais procuradas pelos caçadores furtivos, para que no futuro possa ser feita uma melhor gestão desse recurso que é a vida selvagem e para que se inverta esta espiral de caça clandestina.

Segundo a WWF, os últimos cinco anos foram negros para os elefantes e os rinocerontes da África Austral e teme-se que possa por em causa a continuidade destas espécies. E não é só pelos animais que são mortos directamente pelos criminosos, pois no caso dos elefantes muitas das fêmeas adultas são mortas e são elas que sabem onde se pode encontrar água e alimento, o que pode por em causa a sobrevivência de manadas inteiras que, sem o conhecimento adquirido pelas matriarcas ao longo de dezenas de anos, se tornam extremamente vulneráveis.

Os números da WWF não podiam ser mais claros. Em apenas dois anos, entre 2009 e 2011, terão sido mortos em Moçambique mais de 2500 elefantes, uma percentagem estimada de 17,5% dos exemplares existentes no país. Estes números incluem, para além de machos adultos, também fêmeas adultas, jovens e crias, um verdadeiro massacre que é atribuído a caçadores oriundos de várias origens e que vêem no país, não só um local de abate, mas também um ponto de trânsito para o marfim e também para os cornos de rinoceronte que são mortos, principalmente, na África do Sul.

Os elefantes não conhecem fronteiras e deslocam-se por vastos territórios em busca de água, situada em locais que a matriarca memorizou ao longo da sua vida. Os caçadores, que conhecem as fronteiras mas não respeitam a integridade territorial do país, entram sem qualquer tipo de controlo pelas vastas fronteiras terrestres de Moçambique em busca das suas presas, indiferentes à catástrofe que vão criando dia após dia, num país que necessita do turismo de vida selvagem para tornar a vida das suas populações mais promissora e que dispõe de parcos recursos para proteger os seus icónicos animais. A WWF alerta também para a existência de ex-combatentes que nunca se integraram depois da guerra, e que usam minas terrestres para matar os elefantes nas rotas que sabem que estes seguem, situação que põe em perigo as próprias populações humanas que podem, elas próprias, ser vítimas destas armas que matam e destroem quem quer que as pise.

O Quénia, que percebeu a importância do turismo na viabilidade económica do país, conseguiu ao longo dos anos aumentar o número de visitantes, que deixam milhões de dólares no país, promovendo o emprego e aumentando as receitas directas e indirectas resultantes do turismo de vida selvagem, mas mesmo assim viu, já este ano, ser abatido um grande número de elefantes. Em resposta ao aumento da caça clandestina, o número de efectivos que protegem a vida selvagem aumentou em mais 1000 elementos, para desmotivar os possíveis caçadores de entrarem no país.

O destino das presas de elefante e dos chifres de rinoceronte é, principalmente, o mercado asiático, onde muitas destas espécies em vias de extinção são usadas como decoração e partes dos seus corpos são usados na medicina tradicional. Também a Europa e a América do Norte continuam a receber clandestinamente parte desses artefactos, retirados a animais abatidos clandestinamente, principalmente para colecionadores sem escrúpulos.

Para tentar dar aos comerciantes do mercado negro um sinal significativo de que algo está a mudar nas mentalidades, o governo tailandês proibiu o comércio de todos os artefactos de marfim no seu território, tornando assim mais difícil a vida dos comerciantes ilegais, mas sabe-se que sempre que se aumenta a fiscalização numa região, as rotas desse comércio alteram-se para onde essa fiscalização seja menos eficaz, e só uma intervenção a nível mundial poderia verdadeiramente minimizar esse comércio. No entanto, sabe-se que há sempre países que fecham os olhos a este tipo de comércio, inviabilizando assim uma intervenção deste tipo, deixando nas mãos de alguns governos e ONGs o peso de velar pelas espécies protegidas dos seus países.



Notícias
2016-09-03 Itália
Um cão foi retirado de entre os escombros em Amatrice, Itália, depois de ter estado 9 dias sob os escombros da casa onde vivia com os donos. Aparentemente, o cão, de nome Romeo, estaria no piso inferior da casa, ao contrario dos donos que dormiam no piso superior.
Filtros: Cães
Jardim Zoológico comemora Dia Mundial do Tigre
2016-07-28 Portugal
No próximo dia 29 de Julho, sexta-feira, conhecer o Tigre-da-sibéria e o Tigre-de-sumatra e aprender a estimular os comportamentos naturais desta espécie são os desafios lançados pelo Jardim Zoológico.
2016-07-10 Estados Unidos
São muitos os estudos que atribuem à companhia dos animais algum tipo de saúde para os donos. Agora, um novo estudo aponta particularmente para beneficios ao nível da saúde vascular para as mulheres. Segundo o estudo da Faculdade de Saúde Pública da Universidade da Geórgia do Sul, nos Estados Unidos, as mulheres com mais de 50 anos beneficiam particularmente da companhia de um cão ou gato como animal de estimação, em particular um gato, já que o número de senhoras donas de gatos que acabam por sofrer de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) é significativamente mais baixo que aquelas que não têm nenhum animal de companhia e consegue ser ainda mais baixo que aquelas que são donas de cães.
2016-05-15 Portugal
Foram muitos anos e muitas pessoas envolvidas dos dois lados da fronteira para que o lince-ibérico pudesse ter futuro. No período de duas semanas, as notícias que todos esperavam há anos surgiram, primeiro Jacarandá depois Lagunilla, duas das fêmeas libertadas em Portugal, tinham tido as suas primeiras crias, e havia pequenos linces para demonstrar que todo o investimento pessoal dos muitos envolvidos neste processo tinha valido a pena.
2016-05-15 Estados Unidos
Um cão de pastor alemão de nome Haus tornou-se esta semana um herói improvável, depois de ter salvo a jovem dona do ataque de uma cascavel no quintal de ambos em Tampa, na Florida, Estados Unidos. Haus, o pastor alemão, de dois anos, e Donya, a menina, de sete, bricavam no quintal como habitualmente, quando uma serpente encurralada pelas brincadeiras ameaçou atacar a menina.
Filtros: Cães
Leonardo DiCaprio irrita responsáveis indonésios por defender orangotangos e florestas do país.
2016-04-05 Indonésia
O ator americano Leonardo DiCaprio pode vir a ser proibido de voltar a entrar na Indonésia depois de, no final do mês de Março, ter feito uma visita a um santuário de orangotangos e logo aí ter feito algumas declarações que foram mal recebidas por alguns responsáveis do país, que já ameaçaram colocar o seu nome numa lista negra de prescritos.
2016-03-04 Portugal
O Jardim Zoológico marca presença na 28ª edição da BTL – Feira Internacional de Turismo, a maior montra da oferta turística em Portugal, entre 2 e 6 de Março. No stand, a diversão está garantida, com vários desafios e surpresas como a Roleta da Sorte, onde durante os dias de semana serão sorteados os famosos calendários do Zoo.
2016-02-21 Portugal
O Oceanário de Lisboa financia um fundo genético europeu gerido pelo «Fish and Aquatic Invertebrate Taxon Advisory Group» (FAITAG), no âmbito de programas de reprodução de espécies ameaçadas desenvolvidos pelos aquários públicos europeus.
2016-02-21 Portugal
Foi inaugurado a 13 de Fevereiro o primeiro serviço de Tomografia Axial Computorizada (TAC) e Ressonância Magnética para animais de companhia, em Portugal, disponibilizado pelo Centro de Imagem Montenegro.
2016-02-21 Argentina
Um golfinho bebé, de dois que arrojaram à costa na praia Santa Teresita, na Argentina, acabou por morrer depois de ter estado demasiado tempo fora de água, porque os veraneantes decidiram tirar «selfies» com ele.


Truques & Dicas
Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
Campinas, Brasil
Vilac Clínica Veterinária
Campinas, Brasil
Vilac Clínica Veterinária


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy