Animais Dicas Canis & Gatis Parques Zoos Clínicas Lojas Hotéis
Jardim Zoológico recebe dois exemplares de Lince-ibérico, o felino mais ameaçado do mundo
2014-12-18 » Portugal
O Jardim Zoológico acaba de receber dois exemplares de Lince-ibérico, no âmbito do projecto de conservação desta espécie, em parceria com Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). Este é o felino mais ameaçado do mundo.

Azahar é o nome da fêmea fundadora, desde Janeiro 2005, do Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico (CNRLI), no âmbito do Programa Ibérico de Conservação ex-situ do Lince-ibérico, e chegada agora ao Jardim Zoológico. Gamma, o macho, nasceu em 2010 no Centro de Reprodução de La Olivilla, em Espanha, tendo-se mudado no passado mês de Novembro para o CNRLI. Os dois exemplares são, agora, embaixadores da espécie no Jardim Zoológico e iniciam uma importante missão educativa junto dos seus visitantes.

Integrado no plano de acção para a conservação do Lince-ibérico, o Jardim Zoológico assume a responsabilidade de fiel depositário destes dois exemplares que terminam assim a sua vida activa no CNRLI, uma vez que não reúnem as condições para serem reintroduzidos na natureza.

Com a vinda do Lince-ibérico, o Jardim Zoológico terá um papel estratégico no plano de conservação da espécie, enquanto ferramenta essencial de divulgação e de sensibilização junto da população.

Com uma distribuição geográfica muito reduzida, o Lince-ibérico é uma espécie endémica da Península Ibérica e está classificada como Criticamente em Perigo pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN). A sua sobrevivência ainda está em risco, encontrando-se numa situação de pré-extinção. Se, em 1950, se estimava que existiam cerca de 5.000 exemplares na natureza, hoje esse número é inferior a 350.

«Este projecto orgulha-nos muito e reforça a nossa missão: preservar e conservar espécies em vias de extinção. O Lince-ibérico é ainda mais importante por ser uma espécie endémica da Península Ibérica, tendo em conta o sério risco de extinção que enfrenta» refere Francisco Naharro Pires, Presidente do Jardim Zoológico.

Tal como referido pelo Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Miguel de Castro Neto, «a possibilidade de conhecer o Lince-ibérico nas instalações do Jardim Zoológico permite a ampla divulgação da causa, e o forte apoio ao processo de reintrodução em Portugal. Contamos com o empenho de todos na valorização dos nossos recursos naturais.»

Sobre o Lince-ibérico:

O Lince-ibérico (Lynx Pardinus) é conhecido pelo seu padrão de pintas negras muito denso, acompanhado por uma cauda muito curta, membros longos e tufos de pêlos negros em forma de pincel na extremidade das orelhas. A sua habilidade enquanto predador é reforçada pelas características físicas, como, por exemplo, a existência de pêlos entre as almofadas das patas para se aproximar silenciosamente das presas.
Activo principalmente à noite, o Lince-ibérico caça sozinho por emboscada. e, a sua base alimentar é o Coelho-bravo.

Curiosamente, quando existem mais Lince-ibéricos, verifica-se um aumento de coelhos, pois quanto maior o número de linces residentes, menor o número de outros predadores de coelho e outras espécies de pequena dimensão, aumentando, assim, o número de coelhos ideais para o equilíbrio do ecossistema.
Enquanto espécie solitária, os adultos aproximam-se na época de acasalamento, nos meses de Janeiro e Fevereiro, do qual nascem entre 2 a 4 crias.

Vai ficar em casa? Contribua para este plano de conservação global e vá conhecer de perto os dois exemplares de linces no Jardim Zoológico.
Notícias
Portugal
Foram muitos anos e muitas pessoas envolvidas dos dois lados da fronteira para que o lince-ibérico pudesse ter futuro. No período de duas semanas, as notícias que todos esperavam há anos surgiram, primeiro Jacarandá depois Lagunilla, duas das fêmeas libertadas em Portugal, tinham tido as suas primeiras crias, e havia pequenos linces para demonstrar que todo o investimento pessoal dos muitos envolvidos neste processo tinha valido a pena.
Um ano de linces-ibericos de volta à liberdade
Portugal
O programa de reintrodução do Lince-Ibérico em território nacional fez um ano. Entre a incerteza e o sucesso, muito tem sido feito para que este pequeno felino volte a prosperar no seu habitat natural.
Lince-Ibérico deixa de estar «criticamente ameaçado» e passa a «ameaçado» segundo a I.U.C.N.
Portugal e Espanha
Foram muitos anos de trabalho dos dois lados da fronteira, muita troca de informação, muitas horas de trabalho de todos os envolvidos, muitas expectativas, muito suor aqui e ali salpicado de lágrimas mas, com todos estes muitos, foi possível salvar o felino mais ameaçado do planeta.
Libertados os primeiros linces-ibéricos criados em cativeiro
Portugal
Depois de muitos anos em que o felino mais ameaçado do mundo não foi visto em liberdade em Portugal, o primeiro casal criado em cativeiro foi hoje libertado, ainda que de forma controlada, para que brevemente possa percorrer montes e vales e criar descendência, garantindo a esta espécie ameaçada um futuro em liberdade total.
Linces-ibericos começam a recuperar em liberdade
Espanha
Dez anos passados desde que foram implementadas em Espanha as primeiras medidas de protecção e reprodução do lince-ibérico, começa agora a mostrar-se viável a manutenção de populações estáveis em dois locais distintos e os responsáveis espanhóis começam já a ponderar mais alternativas para que, num futuro próximo, seja possível criar mais zonas onde estes animais possam viver na natureza, dando continuidade ao ambicioso projecto que abraçaram, há cerca de uma década.
Canis & Gatis

Colina no Lapão

Lisboa, Portugal

Parques

Parque Nacional da Serra do Cipó

Minas Gerais, Brasil

Reserva Natural do Garajau

Ilha da Madeira, Portugal

Lojas

Animalópolis - Perdizes II

São Paulo, Brasil

Pet Shop Meus Amigos

São Paulo, Brasil

Hotéis

Canil Pedra de Guaratiba

Rio de Janeiro, Brasil

Luma Adestramento

Goiás, Brasil