Baleia-minke-antártica (Balaenoptera bonaerensis)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Cetacea
Subordem: Mysticeti
Família: Balaenopteridae
Género: Balaenoptera
Espécie: B. bonaerensis

Outros nomes:
Baleia-minke-austral
Antarctic minke whale (Inglês)
Southern minke whale (Inglês)
Petit rorqual de l'Antarctique (Francês)
Baleine de Minke (Francês)
Rorcual austral (Castelhano)
Minke antártico (Castelhano)
Südliche Zwergwal (Alemão)

Distribuição geográfica:
No Oceano Atlântico pode ser encontrada no Sudeste, Sudoeste e no Centro Oeste, na Antártida, no Oceano Índico Ocidental e Oriental no Oceano Pacífico Sudeste e Sudoeste. São assim possíveis de observar entre outros locais nas águas da África do Sul, Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Namíbia, Nova Zelândia, Peru e Uruguai.

Alimentação:
Na base da alimentação desta espécie está o zooplâncton e pequenos crustáceos.

Estado de conservação:
Esta espécie não merece para já grandes preocupações do ponto de vista conservacionista, uma vez que a quantidade de indivíduos existentes parece ser bastante elevado e geneticamente diversificado. Estima-se que pode existir um número próximo dos 760.000 exemplares.

Gestação e maturidade sexual:
As Baleias-minke-antárticas, machos e fêmeas, atingem a maturidade sexual por volta dos 7 anos.


Reprodução:
A gestação desta espécie dura cerca de 10 meses findos os quais nasce apenas uma cria.

Tamanho e peso:
O tamanho dos indivíduos desta espécie situa-se entre os 6 e os 10,5 metros e pesam entre as 6 e as 9 toneladas.

Longevidade:
Estimada entre os 60 e 75 anos.

Estatuto de conservação:
Dados insuficientes (IUCN 2008)

Referências:
ADW - Animal Diversity Web - University Michigan
IUCN - International Union for Conservation of Nature and Natural Resources


Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
Campinas, Brasil
Vilac Clínica Veterinária


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy