Camelídeos Dromedário (Camelas dromedarius)

Dromedário (Camelas dromedarius)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Subordem: Tylopoda
Família: Camelidae
Género: Camelus
Espécie: C. dromedarius

Outros nomes:
Dromedary (Inglês)
Arabian camel (Inglês)
Indian Camel (Inglês)
Dromadaire (Francês)
Chameau d'Arabie (Francês)
Dromedario (Castelhano)
Camello arábigo (Castelhano)

Distribuição:
Os dromedários são originários dos desertos e territórios áridos do Nordeste africano e do Médio Oriente, até à Índia.
Foram também introduzidos na Austrália, onde ainda subsistem muitos grupos espalhados por todo o território, existe quem estime em mais de 600.000 o número destes animais a vaguear livremente no interior australiano, e ainda nas Canárias, ilhas espanholas junto à costa ocidental africana, no Atlântico.

Neste momento, não existem animais desta espécie a viver em estado selvagem na sua zona de origem. Existem alguns grupos a viver em liberdade espalhados por esses territórios, mas são animais que fugiram ou se perderam depois de domesticados.

Os dromedários foram domesticados e usados para transporte e alimento pelas tribos nómadas desta zona do globo. Para além disso, hoje são ainda usados na agricultura e no turismo.

Alimentação:
Os dromedários são herbívoros. A base da sua alimentação são ervas, capim e vegetais. Em geral, quando há árvores devoram as folhas.

Estado de conservação:
Uma vez que na origem já não existem animais a viver em estado selvagem, esta espécie não está contemplada com nenhum estatuto de conservação.

Reprodução e maturidade sexual:
Os dromedários fêmeas atingem a maturidade sexual pelos 3 anos, os machos podem só atingir esse estado por volta dos 6 anos.

O tempo de gestação das fêmeas dura até 13 meses, findos os quais nasce em geral uma cria. É no entanto frequente a ocorrência de partos múltiplos.

Tamanho:
Os dromedários adultos podem atingir os 2,80 m de altura e pesar 750 kg.

Longevidade:
Estes animais têm uma esperança de vida que ronda os 40 anos.


Notícias
Dromedários morrem às centenas
Arábia Saudita
Um surto de estranhas mortes de dromedários está a agitar as autoridades sauditas, que se vêem a braços com uma crise com a qual não sabem lidar. Até agora, foram quase dois mil os animais que morreram com os mesmos sintomas.
Dromedário mata dona
Austrália - Queensland
Um jovem dromedário matou a dona quando julgou que esta era uma fêmea da mesma espécie. Este comportamento é comum entre dromedários, mas não é comum ter um dromedário como animal de estimação. Os dromedários, que vivem em liberdade na Austrália desde o final do século XIX, tornaram-se uma praga para os cidadãos que habitam as zonas remotas onde vivem.

Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
Campinas, Brasil
Vilac Clínica Veterinária


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy