Animais Dicas Canis & Gatis Parques Zoos Clínicas Lojas Hotéis
Cão regressa ao lar quatro anos depois de se ter perdido
2012-09-25 » Estados Unidos
Tudo começou quando, há quatro anos, um casal americano residente na Carolina do Norte teve o seu terceiro filho e decidiu mandar o seu cão Cassey para casa da irmã durante uns dias, até que o novo habitante se ambientasse e as visitas começassem a diminuir.

A fiel depositária de Cassey ficou encantada uma vez que vivia sozinha e a companhia do cão, um belo Border Collie, vinha mesmo a calhar. Tudo parecia ser perfeito, até que um dia, durante um passeio, Cassey acabou por desaparecer para nunca mais ser visto senão agora.

Apesar de muito terem procurado, nunca encontraram o cão. Os donos tentaram em vão preencher o espaço deixado por Cassey com outros animais, mas os filhos mais velhos nunca esqueceram o cão e sempre mantiveram viva a esperança de um dia ter o seu velho amigo de volta.

Cassey, por sua vez, passou a viver na rua. Um casal que não o podia adoptar foi tratando dele, dentro das suas possibilidades, mas dado o comportamento do animal era óbvio que se tinha perdido ou tinha sido abandonado. Estas pessoas começaram a solicitar, junto de vários veterinários, que identificassem o cão, mas repetidamente lhes foi dito que o cão não tinha chip de identificação. No passado dia 11 de Setembro fizeram uma nova tentativa de encontrar o chip em Cassey, e desta vez as notícias não podiam ser melhores: o chip, que não se encontrava no local habitual, foi encontrado, tendo-se verificado que os donos continuavam a residir na mesma morada e tinham o mesmo número de telefone. Uma chamada bem sucedida e, do outro lado da linha, uma voz a confirmar o desaparecimento de um cão com aquelas características.

Apenas 3 dias depois, Cassey voltou a casa, mais magro, um pouco mais maltratado por viver na rua, mas o dia foi de festa. O cão mostrou não se ter esquecido de ninguém e foi apresentado ao novo membro da família. Apesar de tanto tempo perdido, tudo acabou bem.
Notícias
Rex foi mais duro que um comboio
Inglaterra
Ele foi, talvez, o cão mais sortudo de Inglaterra, neste ano que se prepara para terminar. Mas muito do que se conseguiu foi devido ao facto de a sua dona sempre ter acreditado que poderia ter o seu cão de volta, e um quase milagre permitiu que Rex voltasse aos braços da sua dona.
Cão mais gordo do mundo reduziu o seu peso para metade
Inglaterra
Foi considerado o cão mais gordo do mundo. Não o mais pesado, pois existem raças cujos exemplares chegam muito mais longe na balança, mas neste caso, para um Border Collie, era demasiado pesar 57 quilos.
Chaser - a cadela das mil palavras
Estados Unidos
Uma Border Collie de seis anos, de nome Chaser, foi considerada a cadela que conhece mais palavras em todo o mundo, depois de identificar 1022 palavras diferentes. Anteriormente, outro Border Collie de nome Rico, com origem na Alemanha, tinha conseguido identificar com um grau de certeza próximo cerca de 200 objectos diferentes.
Cão cego resgatado tem cão guia
Grã-Bretanha
Um centro de resgate em Norfolk tenta encontrar casa para um cão pastor cego e o seu cão guia – dois border collies que foram chamados Bonnie e Clyde.
Foram encontrados deambulando numa Estrada em Blundeston, perto de Lowestoft no Suffolk, durante uma intensa tempestade, há 3 semanas atrás. De inicio não se percebeu a relação entre os dois cães, que não se afastavam um do outro, mas passadas algumas horas começou a ficar claro: um necessitava do outro para o guiar.