Primatas Gibão-de-mãos-brancas (Hylobates lar)

Gibão-de-mãos-brancas (Hylobates lar)


Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Superfamília: Hominoidea
Família: Hylobatidae
Género: Hylobates
Espécie: H. lar

Outros nomes:
Common Gibbon (Inglês)
White-handed gibbon (Inglês)
Gibbon à mains blanches (Francês)
Gibón de manos blancas (Castelhano)

Distribuição geográfica
Myanmar, Tailândia, Birmânia, Península Malaia e Ilha de Sumatra, Indonésia e Burma. Até há poucos anos também a China tinha locais onde se podiam encontrar estes animais, mas recentemente foi considerado extinto no país.
Dada a sua destreza e agilidade na copa das árvores, onde se movimenta com extrema rapidez é por muitos apelidado como o «ginasta da floresta».

Alimentação:
A alimentação destes animais é feita em grande parte à base de frutos, mas folhas, flores e insectos e pequenas aves não são desprezados se a oportunidade surgir.

Estado de conservação:
Em perigo (IUCN 2008). Os maiores factores de risco para a espécie são a perda de habitats e caça furtiva.

Maturidade sexual e gestação:
A maturidade sexual destes animais é atingida por volta dos
oito anos de idade.
A gestação nesta espécie ronda os sete meses, nascendo anormalmente uma cria, partos múltiplos são raros.

Tamanho e peso:
Cerca de 7,5 quilos os machos, sendo as fêmeas um poco mais leves, e podem medir quase 60 centímetros.

Longevidade:
Cerca de 25 anos em estado selvagem, em cativeiro podem atingir os 40 anos.


Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, Brasil
Pugs.com.br
São Paulo, São Paulo
Canil Menorah lindos filhotes
costa da caparica, portugal
desaparecido Mitroglu