Répteis e anfíbios Tartaruga-de-face-rosada (Trachemys scripta elegans)

Tartaruga-de-face-rosada (Trachemys scripta elegans)


Outros nomes:
Tartaruga-do-ouvido-vermelho
Red-eared slider (Inglês)
Tortue de Floride (Francês)
Jicotea elegante (Castelhano)
Galápago de Florida (Castelhano)
Tortuga de orejas rojas (Castelhano)

Origem:
Esta espécie é natural da América do Norte, aparecendo em locais distintos como pântanos, rios e lagos, por todo o território.

As tartarugas de face rosada aquáticas são as mais comuns como animais de companhia e são também aquelas que com mais facilidade poderá encontrar à venda.

Cuidados especiais:
As tartarugas de face rosada não fazem parte da fauna autóctone da Europa, contudo, infelizmente é cada vez mais frequente ver estes animais em lagos, nos jardins públicos. Evite este tipo de comportamento, porque pode estar a introduzir na Natureza um animal estranho à fauna local, que deveria ser apenas de companhia.

Os pequenos terrários com a palmeirinha no meio, são um verdadeiro cemitério de tartarugas, nunca deixe uma tartaruga muito tempo lá dentro.

Frequentemente ficam viradas ao contrário sem forma de retomarem a sua posição natural, e acabam por morrer.
O ideal é mantê-las num aquário, onde deve existir uma zona que permita à tartaruga manter-se à tona apoiada (uma pedra grande, ou material flutuante), para respirar ou, simplesmente, descansar.

A temperatura da água é um factor determinante no crescimento da sua tartaruga.

Se optar por colocar as suas tartarugas em água fria, o crescimento será mais lento. Vão estar menos tempo activas, logo, vão alimentar-se menos e, consequentemente, terão um menor desenvolvimento fisico.

Se tem as suas tartarugas em água fria, exponha-as ao sol algumas horas durante o dia, pois sendo animais de sangue frio, necessitam deste procedimento.
Nesta situação, será natural que as suas tartarugas hibernem durante alguns dias, no pico do Inverno.

Se optar por água quente, deve mantê-la a uma temperatura rondando os 28º C. Neste caso, as suas tartarugas vão estar sempre muito activas e vão ter um crescimento muito acelerado, não vão hibernar e estão sempre prontas a comer.

A luz é fundamental para as tartarugas sintetizarem a vitamina D na pele e carapaça.
Outra forma de ultrapassar este problema, é usar os métodos artificiais e usar lâmpadas de luz ultravioleta, UVA e UVB, independentemente de ser em água quente ou fria.

Como já se referiu, as tartarugas devem ter sempre uma zona onde possam estar fora de água, pois apesar de serem aquáticas, necessitam de períodos fora de água.

Alimentação:
A alimentação deve ser colocada nesse espaço, a seco, e pode ser feita com base no alimento específico para tartarugas que se encontra à venda.

No entanto, e sobretudo se já tem um tamanho considerável, a tartaruga pode fazer um suplemento alimentar à base de carne picada, e pequenos pedaços de peixe cru.
Algumas tartarugas aquáticas gostam de legumes, experimente se é o caso da sua, mas não se esqueça de os lavar bem.

Mudanças de água:
A água deve ser mudada com alguma frequência, já que vai ficar turva com muita frequência.
Use água da fonte, ou então deixe a água de repouso durante algumas horas. Pode ainda usar fixador de cloro, que encontrará à venda nas casas da especialidade.

Tamanho:
Quando compra a sua tartaruga ela é muito jovem e pequena, no entanto, ela vai crescer até ter um tamanho semelhante à palma da sua mão e pode vir a pesar 2,5 kg.
Em adultas, as fêmeas são maiores que o macho e também mais pesadas.

Longevidade:
Segundo alguns especialistas, apesar de haver várias opiniões a esse respeito, estas tartarugas podem atingir os 40 anos.


Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, Brasil
Venda de Filhotes
Porto, Portugal
Procuro Cavalo Lusitano
Carnaxide, Portugal
Cão encotrado em Carnaxide


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy