Primatas Macaco-aranha-da-Colômbia (Ateles fusciceps robustus)

Macaco-aranha-da-Colômbia (Ateles fusciceps robustus)


Reino: Animalia
Subreino: Metazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Infrafilo: Gnathostomata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Ordem: Primates
Subordem: Haplorrhini
Infraordem: Simiiformes
Parvordem: Platyrrhini
Família: Atelidae
Subfamília: Atelinae
Género: Ateles
Espécie: A. fusciceps

Outros nomes:
Macaco-aranha-castanho
Black-headed spider monkey (Inglês)
Atèle à tête brune (Francês)
Mono araña de cabeza negra (Castelhano)
Marimonda del Chocó (Castelhano)
Bracilargo (Castelhano)

Distribuição geográfica:
América Central e região Norte da América do Sul, nomeadamente no Panamá, Colômbia e Equador. Podem ser encontrados nas florestas tropicais húmidas da região, normalmente na copa das árvores onde vagueiam em busca de alimento. Os animais desta espécie formam bandos com cerca de vinte animais, que durante o dia se dividem em subgrupos mais pequenos.

A sua actividade é predominantemente diurna, aproveitando as noites para dormir, já que durante o período diurno em que procuram alimentos, e em alguns locais, chegam a percorrer distâncias estimadas de cerca de vinte quilómetros, na copa das árvores, dando saltos que podem atingir em alguns casos quase 9 metros, para saltarem de árvore em árvore.

Hábitos alimentares
Os macacos-aranha-da-Colômbia alimentam-se à base de frutos, folhas, nozes, sementes, insectos e ovos que encontram nos ninhos das aves. As regiões onde normalmente habitam são geralmente ricas e diversificadas em alimento.

Estado de conservação
Pouco Preocupante. A espécie tem sofrido uma baixa acentuada nos seus números por causa do desmatamento. Os grupos conseguem sobreviver e manter-se numa região se perderem uma parte importante do seu território, mas desaparecem por completo assim que a floresta deixa de existir.

Em algumas das regiões onde se encontram servem também de alimento às populações locais, embora esse não seja um factor que só por si ponha em risco a espécie.

Maturidade sexual e gestação:
As fêmeas da espécie atingem a maturidade sexual por volta dos 50 meses, os machos, um pouco mais tarde.

A gestação dura cerca de 227 dias, findos os quais nasce apenas normalmente apenas uma cria, com cerca de 400 gramas, que durante os 20 meses seguintes vive na companhia da mãe, que por volta dessa idade o desmama, continuando no entanto a cria a viver no seio do grupo familiar.

Tamanho e peso:
Os animais desta espécie podem atingir os 55 centímetros, embora o seu rabo tenha um tamanho superior ao resto do corpo.

Um animal desta espécie adulto pode pesar cerca de 9 quilos.

Esperança de vida
Mais de vinte anos


Publicidade


Galeria fotográfica

Classificados
São Paulo, Brasil
Venda de Filhotes
Porto, Portugal
Procuro Cavalo Lusitano
Carnaxide, Portugal
Cão encotrado em Carnaxide


Bicharada.net
Contacto
Login
Privacy policy